quinta-feira, outubro 09, 2008

Sleep ( Roubado)


"Cada vez mais perto consigo ouvir os seus batimentos cardíacos ( ou serão os meus misturados com os dela?) Está cada vez mais próxima, cada vez mais disponível, cada vez mais…tudo.
Viro-me, reviro-me na cama, sinto a flanela do lençol a rapar-me, suavemente, a cara e penso que é a sua pele…do nada todo o meu corpo é invadido pela mesma, suave, sensação. Intima, relaxante e puramente…excitante.
Já distingo o seu cheiro de entre o cheiro dos lençóis e o meu cheiro. Está ao meu lado ( Aparenta estar?).
Encaro o tecto chateado ( frustrado) e penso que são só lençóis lavados, que é só um pensamento adolescente ( perverso) e imaturo.
Não me posso deixar ir já…mas quero.
O meu sonho lindo és tu! Olho o tecto."



Roubado do caderno de G.R

1 comentário:

Portel disse...

O Romanov é um granda malucoooooooooo!

Ohhh Gabri! Olha eu aqui!

Marte, se ele te apanha..estás lixado..